sexta-feira, 28 de novembro de 2014

LER-REFLETIR-MEDITAR-APRENDER-EXPANDIR A CONSCIÊNCIA


SENDO VOCÊ MESMO


A vivacidade que existe em ser você mesmo Isto tem no mínimo o mérito da simplicidade, pois é seguramente mais fácil ser a si mesmo do que ser alguma coisa ou outra pessoa. É claro que a única maneira possível de progredir é seguindo um ideal que está sempre a um passo à frente de nós. Entretanto, erramos em não ver que alcançá-lo é uma questão de crescimento e que o crescimento deve ser a expansão de algo que já existe em nós, implicando sermos o que somos e onde estamos como seu ponto de partida.
Esse crescimento é um processo contínuo e não podemos obter o crescimento do mês seguinte sem primeiro alcançar o deste mês; mas estamos sempre querendo saltar para algum ideal do futuro, não vendo que só podemos alcançá-lo seguindo em frente com regularidade a partir de onde nos encontramos no momento.
Essas considerações devem nos tornar mais confiantes e nos deixar mais a vontade. Estamos empregando uma força que é muito maior que acreditamos possuir, ainda assim ela não está separada de nós e precisa ser persuadida ou forçada, ou lograda para fazer o que queremos, ela é o substrato do nosso próprio ser que está continuamente passando por uma manifestação no plano visível, e tornando-se aquele eu pessoa a que geralmente limitamos nossa atenção sem considerar sua procedência.
Mas a verdade é que o eu exterior é o crescimento superficial daquela individualidade que está oculta bem no fundo de nós e que não é outra coisa senão o Espírito da Vida, Centelha Divina, o Vácuo Quântico, ou o mais conhecido Deus que está na organização de todas as formas de manifestações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário